E-mail
Game ensina às crianças processos de conscientização sobre problemas ambientais do Pará Imprimir
Escrito por Administrator   
Ter, 10 de Julho de 2018 08:43

Ensinar crianças não é uma tarefa simples. Explicar para elas desastres naturais, profundas mudanças ambientais e aquecimento global é mais complicado ainda. Com isso em mente, discentes do curso de Ciência e Tecnologia da UFPA campus Ananindeua, juntamente com a professora Eliene Lopes e a pedagoga Janise Viana, criaram o jogo de plataforma "O Sábio - Uma aventura ecológica". O game, disponível gratuitamente aqui, ensina às crianças processos de conscientização sobre os problemas ambientais do Estado do Pará.

O jogo - criado pelos alunos Beatriz Veras, Francisco Costa, Levi Pacheco, Ney Cristina Oliveira e Verena Ribeiro - foi o projeto final para as disciplinas Introdução à Ciência e Tecnologias, Metodologia Científica e Ciência Ambiental. Assim como outros produtos finais das matérias, o grupo decidiu enfocar problemas ambientais que afetam a sociedade: “O Sábio não fugiu à regra. Nele, o grupo optou por enfocar situações que tiveram destaque em jornais locais, retratando situações de fácil reconhecimento pelos alunos, em seu cotidiano”, conta Beatriz.

Para ser diferente das demais equipes, os integrantes do grupo decidiram ir além da teoria e dos textos. Assim, com o auxílio da pedagoga Janise Viana, mestre em Gestão de Recursos Naturais pelo PPGEDAM/NUMA/UFPA, o jogo foi planejado para crianças: “O jogo pode ser utilizado de forma didática em salas de aula ou como lazer’, explica a pedagoga. Segundo ela, o produto é dividido em quatro fases, cada uma explorando um problema ambiental enfrentado no Pará.

Aventura Ecológica - Na primeira fase, é enfatizada a questão do lixo e dos ratos nas feiras livres: “Nessa etapa, o jogador deve evitar ser atingido pelo líquido escuro (chorume), altamente poluente, liberado pela decomposição da matéria orgânica presente no lixo acumulado nas imediações da feira”, detalha a professora Janise. Com essa etapa, o projeto enfatiza como o chorume é prejudicial à água do aquífero freático e como animais atraídos pelo lixo afetam a saúde humana.

A segunda parte do jogo mostra o cenário exuberante das praias da região e como são danificados pela poluição. De acordo com a docente, “aqueles que chegam a essa etapa só conseguirão se livrar da contaminação se pularem em um barco; caso contrário, as consequências poderão ser funestas, tendo em vista que as doenças de veiculação hídrica são uma ameaça a quem se aventura naquelas águas”. A fase é inspirada na Praia do Amor, em Outeiro.

A terceira fase será voltada para a poluição do ar, consequente da queima de combustíveis fósseis por automóveis. O cenário deste nível foi baseado na avenida Almirante Barroso. Já no último nível, “para sobreviver, será preciso transpor diversos obstáculos, como as queimadas; outros perigos estão implícitos, embora não iconizados, a exemplo dos agrotóxicos, que envenenam as águas, os solos e os alimentos”, explica ela.

Conscientização - Segundo a professora, o aplicativo foi concebido com o objetivo de “conscientizar e despertar o interesse de alunos do ensino fundamental”. Por isso tem o importante aspecto de ser didático e simples para ser utilizado por professores. De acordo com ela, por meio do jogo, “os professores poderão estimular a discussão sobre temas como a contaminação das águas superficiais e subterrâneas por esgotos e lixo, a poluição do ar e o desmatamento da floresta amazônica”. Além disso, o jogo é um grande acréscimo à carreira acadêmica dos graduandos: “Esperamos que isso contribua para mostrar o potencial dos alunos do Bacharelado em Ciência e Tecnologia, lhes proporcionando oportunidades de estágios e trabalhos futuros”, afima Janise.

Para provar essa importância, o Sábio foi testado com 17 alunos da Escola “Rainha da Paz”, com idades entre 9 e 11 anos. O teste, com supervisão da professora Janise, alcançou resultados satisfatórios com a aprovação das crianças.

O Futuro do Sábio - Graças ao sucesso com os alunos da escola, a equipe já planeja as próximas etapas do jogo: “Estamos trabalhando, atualmente, na fase 5 do jogo, que trata da poluição sonora, e esta fase se passa no ponto turístico Ver-o-Peso. Também estamos trabalhando na tecnologia assistiva para surdos e cegos”. Mesmo executando os próximos passos do Sábio, o jogo não é o último projeto do grupo: “Estamos pesquisando e desenvolvendo projetos de futuros jogos para outras faixas etárias, inclusive, também abordando diversos temas”, conta.

Veja mais sobre o jogo aqui e baixe aqui.

Texto: Alice Palmeira - Assessoria de Comunicação da UFPA
Arte: Reprodução Play Store

 

Copyright © 2016 Instituto de Ciências da Arte - UFPA

Avenida Presidente Vargas, S/N, Praça da República - Belém - Pará - Brasil, CEP 66017-060 - Tel: Secretaria: (91) 3241-5801, Fax: (91) 3241-8369. E-mail: ica@ufpa.br